Uma hora por dia para realizar sonhos em um mês

Lilian diz “todo mundo pode atingir seus objetivos de vida, basta seguir alguns passos e se dedicar ao que quer”

Você possui algum sonho? Tem vontade de realizar algo para viver uma vida melhor, como trabalhar com o que ama? Para a Lilian Bertin, tudo isso é possível. Basta seguir alguns passos, como planejar e mentalizar positivo, para concretizar os desejos.

Recentemente Lilian lançou o livro “A Hora Extraordinária”, que apresenta uma metodologia prática e fácil de aplicar, onde ela afirma ser possível transformar qualquer projeto ou sonho em realidade.

A proposta dela é que, para realizar seu primeiro sonho ou projeto, bastam 30 dias, dedicando-se somente uma hora por dia a ele.

“O primeiro passo é idealizar o que se quer. Depois, mentalizar, planejar e agir”, disse. Lilian é natural de Sorocaba, em São Paulo, e criou o método após refletir sobre suas conquistas e concluir que poderia ajudar as pessoas a também atingirem seus objetivos.

Ela explica que é preciso ser seletivo e escolher qual será o foco, o que inclui eliminar tudo que não é prioridade, enquanto não se concretiza os projetos com os quais se comprometeu.

“Ao começar a pensar no livro, constatei que minhas realizações tinham um padrão de comportamento, e todos nós temos esses mesmos padrões”, salientou. Como primeiro passo para realizar o objetivo, é preciso selecionar as ideias que farão sentido realizar. Depois, a orientação é escolher ao menos uma, que de fato fará a diferença.

Em seguida, é importante mentalizar diariamente pela manhã e à noite, como se já tivesse realizado o sonho. “Sinta o cheiro, cores, imagine quem são as pessoas que estarão com você neste dia, e a alegria que estará sentindo nesse momento”, enfatizou.

Após essa etapa, planeje, dentro de um período possível  de ser alcançado, o sonho que quer realizar. O exemplo que ela dá para isso é imaginar que quer perder cinco quilos até o Natal: conte quantos dias tem até lá e fracione a meta.

Como quarto passo, a especialista propõe montar um plano de ação do que é preciso fazer para atingir o objetivo.

Para a neuropsicóloga e psicóloga clínica Joana Girandelli, uma das grandes dificuldades das pessoas é tirar os sonhos e objetivos do campo da imaginação. Por isso, ela sugere começar anotando oque se
quer, como forma de torná-lo realidade. “É preciso pôr no papel os planos de curto e longo prazo e deixá-los visíveis. Às vezes um sonho que só será realizado daqui a 10 anos começará hoje”, ressaltou

Como realizar seus sonhos?

1º PASSO

> SELECIONE as ideias que fazem sentido para você realizar. A partir daí, escolha ao menos uma que fará a diferença na sua vida.

2º PASSO
> MENTALIZE diariamente pela manhã e à noite como se já tivesse realizado esse sonho ou meta. Sinta o cheiro, as cores, imagine as pessoas que estarão com você no dia da realização e a alegria que sentirá no momento.

3º PASSO
> PLANEJE, dentro de um período possível de ser alcançado, o sonho que pretende realizar. Por exemplo: imagine que quer perder cinco quilos até o Natal, conte quantos dias tem até lá, quantas semanas e fracione a sua meta.

4º PASSO
> MONTE um plano e coloque nele as ações que você precisa tomar para atingir seu objetivo. Por exemplo: nutricionista, academia, supermercado, etc. Adica principal é: aja imediatamente, com os recursos que tem, até afunilar e lapidar suas ações.

5º PASSO
> REVISE DIARIAMENTE ou semanalmente para que faça apontamentos do seu progresso e, se for ocaso, intensifique a atuação.

Curso Imersivo em Marketing Digital para Empreendedores foi Sucesso em Sorocaba

No dia 15 de fevereiro, empreendedores de Sorocaba e regiao participaram de um curso imersivo em Marketing Digital.

Lilian Bertin foi uma das palestrantes levando sua expertise de mais de 25 anos como empresária, mostrando como o mercado digital pode alavancar negócios, trazer oportunidades únicas, aumentar a captação de clientes e melhorar os resultados da sua empresa

Lilian Bertin - Alavancar o Marketing Digital

Também como palestrante principal, o evento contou com  o empresário Thiago Carvalho, ex-CEO do Instituto Gente e Sócio de Roberto Shinyashiki,  mostraram como o mercado digital pode alavancar os negocios, melhorar vendas, aumentar captacao de clientes e obter melhores resultados, alem da possibilidade de networking com outros empreendedores da regiao.

Além destes, outras participações especiais foram de Tiago Fonseca, criador do canal Boom, um dos mais cessados do YouTube Brasil e criador do Epidemia de Vendas.

Felipe Camargo, jornalista e empresário, co-fundador da Sigma Six Comunicação.

Thiago Cordeiro, relações públicas e comunicador de rádio e TV em Sorocaba.

Leandro Munhoz, Diretor do SuperVendedores, espaço online destinado ao compartilhamento de informações ricas e proveitosas sobre a área comercial, e da EagleX Marketing Digital, agência consagrada na região de Sorocaba. 

Rodrigo Bertin, sommerlier responsável pelas adegas Maison Bertin, Co-criador do portal Vinho Mais que possui mais de 70 mil seguidores.

Confira abaixo a galeria de fotos da cobertura do evento.

Pilares da vida: especialista lista 5 áreas essenciais para você guiar suas decisões!

É muito fácil perder o controle de algumas situações ao longo da vida. Se recuperar as rédeas pode ser difícil, existem certas áreas que podem nos guiar!

Para ter conhecimento de quanto controle sobre a vida você possui, a empresária e palestrante Lilian Bertin elenca cinco pilares que são essenciais na vida da maioria das pessoas e merecem a devida atenção. Saiba quais são eles na galeria a seguir:

10 dicas para alcançar o propósito e a felicidade

Falar sobre felicidade é como tentar oferecer um mapa do tesouro para alguém encontrar um paraíso rico e perfeito.

A felicidade, porém, é algo subjetivo e para cada pessoa ela se manifesta de uma forma, mas seja qual for essa necessidade ao supri-la, haverá aí o que podemos chamar de momentos felizes.

A soma ou a consistência de momentos especiais é o que leva pessoas a serem mais ou menos felizes.

Como vivemos num mundo conturbado, de altos e baixos, onde os acontecimentos externos em grande parte não dependem de nós, as pessoas que conseguem transformar seu “mundo interior” num local agradável de se visitar, conseguem ter mais momentos felizes do que as outras, conseguem mais sabor nos seus dias e mais intensidade nas suas relações, pois, dentro de nós existem as “nossas regras” e o tamanho do valor que damos aos acontecimentos externos.

Há alguns anos venho fazendo esse trabalho comigo mesma, bem como, observando colaboradores, pessoas do meu convívio e no geral também.

Na minha opinião essas são dez características que as pessoas podem implementar para encontrar um propósito e serem mais felizes:

1Para ter um propósito você deve perguntar-se:

Porque eu faço o que faço? Quem são as pessoas que recebem o benefício do meu trabalho? O quanto essa minha atividade diária preenche meu espírito? O que me tira da cama com alegria?

2 Ria mais de si mesmo

Durante muito tempo sofri de rigidez, ou seja, querer controlar as situações. Posso ser sincera? Se a gente controlar a si mesmo, já está de bom tamanho. Aprendi que rir de algumas situações nos aproxima das pessoas. Nos tornamos mais leves e mais felizes.

3 Seja grato

Existem inúmeras pesquisas científicas atualmente falando sobre o poder da gratidão, e tem mais, se você falar em voz alta logo ao despertar e em seguida escrever alguns motivos pelos quais é grato, poderá lhe proporcionar um início de dia sensacional. Experimente!

4 Tenha metas, pequenas ou grandes, não importa

Ninguém entra num jogo sem placar.  A clareza de objetivos vai te dar uma enorme sensação de alegria quando conquistá-los. Lembre-se de comemorar.

5Cuide da sua postura

Sua postura pode dizer muito sobre seu estado de espírito. Pessoas que andam olhando para baixo e de ombros arcados são mais tristes. Tem um artigo sensacional de uma pesquisadora de Harvard Amy Cuddy que fala que sua linguagem corporal molda quem você é.

6 Sorria mais

O sorriso aproxima as pessoas, libera substâncias que ajudam no seu bom humor. Sorrir é diferente de rir. Sorrir de forma discreta e elegante pode ser um grande diferencial inclusive para se criar networking.

7Exercite a sua fé

Não importa sua religião, o que vale é você acreditar em algo sublime, numa energia na qual um simples pensamento ou oração possa te elevar em busca de uma intuição, de uma serenidade para uma situação inesperada ou até mesmo para uma luz, um discernimento para uma ação que deverá ser tomada. A fé é o oxigênio do espírito.

8– Fale palavras positivas

Palavras têm poder. O seu inconsciente registra tudo, inclusive o que você fala, portanto se quiser ser mais feliz, comece mudando o seu discurso. Sempre devemos falar o que queremos que aconteça e jamais o contrário.

9 – Dedique-se ao próximo

Não estou falando de dar esmolas, mas de doar seu tempo, sua energia, seu ombro. As doações materiais são as mais fáceis de se fazer, mas quando nos doamos verdadeiramente no sentido de auxiliar alguém, sentimos uma alegria que invade o nosso ser e transborda. Em alguns casos é importante lembrar, que o “próximo” pode ser seu cônjuge, ou seu filho adolescente. A caridade começa dentro de casa.

10 Se ame!

Para ser feliz é preciso se amar. É importante ter consciência de tudo que precisa ser melhorado, mas amar o que você já conquistou é o que vai te deixar mais forte para assumir novos desafios.

A felicidade é construída de momentos, transforme todos que você puder em motivos de comemorar esse presente chamado VIDA.

Aprenda a combater a sindrome do impostor

Se frequentemente você tem pensamentos de que não é bom o suficiente no seu trabalho – apesar de todas as conquistas – pode estar sofrendo com a chamada síndrome do impostor. Mesmo com a formação, vem a sensação de que falta experiência. Mesmo com a experiência, você acha que sua especialização já está ultrapassada. Mesmo com novos cursos, fica o sentimento de que falta algo.

Também conhecida como “fenômeno do impostor” ou “síndrome da fraude”, essa síndrome se caracteriza pela dificuldade de profissionais bem-sucedidos enxergarem o valor de suas realizações. “Há pessoas que, por mais que estudem e se preparem para a vida profissional, não se sentem empoderadas de seus conteúdos e daí surge ‘aquela voz’ gritando: ‘você não merece, você não é capaz’”, explica a coach e empresária, Lilian Bertin.

Esse “sentimento” não é, nem de longe, incomum. Embora as pessoas falem pouco sobre isso, um estudo realizado pela psicóloga Gail Matthews, da Universidade Dominicana da Califórnia, mostrou que cerca de 70% dos profissionais bem-sucedidos são atingidos pela síndrome, principalmente as mulheres.

Esse fenômeno costuma aparecer em momentos de transição, dificuldade ou quando se é confrontado com novos desafios”, explica Sharon Feder, psicóloga e coach de saúde e bem-estar da Carevolution.

Como isso pode afetar a carreira?

Cobrança constante, dedicação excessiva ao trabalho, comparação frequente com colegas, atribuição do sucesso a fatores externos (como sorte), receio de que descubram que você não é “tão bom quanto parece”, falta de confiança, sentimentos como ansiedade, estresse e angústia. Todas essas são manifestações comuns da síndrome do impostor. “Algumas pessoas levam isso tão à sério que começam a refazer suas tarefas constantemente”, conta Lilian.

Não é difícil imaginar, então, que esse fenômeno tenha uma influência direta sobre o crescimento profissional de um indivíduo: por não acreditar plenamente em seu potencial, a pessoa tem mais dificuldade para aceitar propostas que a levem adiante e acaba apresentando comportamentos de autossabotagem. “Todos esses sentimentos podem estagnar a carreira de alguém, pois o medo do fracasso acaba superando o desejo de se desenvolver”, explica Sharon.

O que fazer para se ver livre da síndrome do impostor?

Para trabalhar ao máximo os seus potenciais e permitir o crescimento na carreira é fundamental, então, reconhecer a existência da síndrome e trabalhar a autoconfiança. “Cada vez que questionar a sua capacidade, lembre-se do que o trouxe até ali, pense no profissional que pretende se tornar e tenha certeza de que está trilhando esse caminho”, orienta Lilian.

As profissionais explicam que é preciso aceitar que a perfeição não existe e focar naquilo que é positivo: aceitar elogios, reconhecer as habilidades que tem e estabelecer passos para se sentir mais seguro e chegar onde deseja. “Essa pode ser uma boa oportunidade para a pessoa cuidar de si: trabalhar suas forças, qualidades, valores e capacidades. Muitas vezes pode ser uma motivação para o seu crescimento”, finaliza Sharon.